quinta-feira, 28 de maio de 2015

Cordial - Xarope de Flor de Sabugueiro

Diziam que ele era milagroso!
Sambucus Nigra tinha fama de ser feiticeiro, capaz de lançar poderosos encantamentos! Também se dizia que sabia fazer mezinhas e poções variadas, uns chamavam-lhe  o "guardião da saúde", e quase o veneravam. Havia aqueles que o maldiziam e acusavam de ser venenoso, altamente perigoso, amigo das bruxas!
Não sei se sabem, mas foi ele que fez uma das varinhas mágicas mais poderosas de todos os tempos... sim, sim a "Elder Wand"! 
Era preciso conhece-lo muito bem para perceber que o seu lado bom superava largamente a sua face mais obscura. Uma coisa é certa quer o amassem ou detestassem, quem o conhecesse não lhe ficava indiferente!
Este era sem dúvida um senhor a quem todos tiravam o chapéu!


Os sabugueiros estão em flor e que lindas são estas minúsculas florzinhas, juntas nas suas umbelas parecem ramos de noiva.
Há muito tempo que queria experimentar usa-las, mas tinha algum receio, por isso pesquisei imenso, li bastantes artigos, analisei receitas... em fim, certifiquei-me que não iria fazer asneira e pôr o pessoal aqui de casa a abraçar a barriga, eheheh.  
Quando a Wikipédia me fala em " glicosideo de cianeto" todo o cuidado é pouco! Porém são muitos mais os beneficios desta planta que os seus perigos, é apenas preciso fazer dela uso correto. Se os antigos lhe chamavam "guardião da saúde" eu acredito na sua sabedoria, mas aqui vamos falar de gastronomia e não de medicina, deixo isso para os entendidos em "remédios", porém se fizer bem à saúde tanto melhor.




Decidi fazer um 1.º lugar o concentrado ou xarope de flor de sabugueiro, também conhecido por cordial. A maioria das receitas concordam nos ingredientes, mas diferem nas quantidades e tempo de maceração; foi-me difícil decidir qual fazer, além disso desagradava-me a ideia de ter que usar ácido-cítrico num produto caseiro. Até que descobri uma receita do Jamie Oliver que não o levava,  no blog  Lottei+Doof. Confio  no bom gosto  e experiência do Jamie, por isso a escolha estava feita.



O que aprendi entretanto e que não quero esquecer:

  • As flores devem ser apanhadas num dia de sol e se possível de vários sabugueiros, para se obter uma mistura de aromas e açucares;
  • Devem preferir-se flores jovens, acabadas de desabrochar;
  • Não podem ser lavadas, estendem-se numa bancada e separam-se dos pedúnculos verdes e limpam-se de algum pequeno inseto que possam ter;
  • Na execução do cordial as flores devem ser recém colhidas, o mais frescas possível;
  • O cordial pode ser feito só com limão ou com mistura de citrinos;
  • Se quisermos usar as flores para infusão têm que se deixar secar primeiro;
  • Podem ser usadas frescas em refrescos com sumo de limão e mel;
  • Podem ser fritas com um polme e polvilhadas com canela (vou fazer isto em breve);
  • As flores também podem ser usadas para aromatizar vinagres, doces e mel.

Ingredientes:

20 flores de sabugueiro (umbelas ou cabeças);
1,5 kg de açúcar;
1,5 l de água mineral;
2 limões grandes;
2 laranjas.


A mandolina da Borner mais uma vez facilitou-me imenso a trabalho e cortou num instante todos os citrinos em rodelas.


Execução:

Separe as pequenas flores das hastes.
Corte as laranjas e os limões em rodelas.
Leve a água a ferver com o açúcar até que este se dissolva completamente. 
Num recipiente grande coloque as rodelas dos citrinos e as flores em camadas, verta sobre estes o xarope de açúcar morno.
Tape com um pano e  deixe em infusão durante 24 horas, mexendo um vez por outra. 
No dia seguinte coe o xarope e guarde em frascos ou garrafas esterilizadas.
Está pronto a ser usado em refrescos, gelados, bolos, cocktails, etc.







O refresco faz-se diluindo 1 colher de sopa de cordial numa chávena de água fresca (ou água com gás), claro que a concentração depende muito do gosto pessoal. Juntam-se pedras de gelo, pode decorar-se com rodelas de limão e flores.
Cá em casa todos gostaram imenso. 
Não me importava que o sabor fosse um pouco mais forte, vou certamente repetir usando mais flores e juntando açúcar amarelo para obter uma cor mais acentuada.



Nestes dias de verão antecipado, sabe mesmo bem beber um pouco de primavera!

5 comentários:

  1. adorei saber estas coisas todas, deve ser delicioso bem fresquinho.


    O Cantinho dos Gulosos

    ResponderEliminar
  2. Ficou com uma cor linda! Fazer esse xarope foi uma excelente ideia pois deve ser delicioso! Não sei se já disse, mas as fotos estão cada vez mais bonitas! Perfeitas! Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Olá linda Lenita! Tudo bem?

    Não conhecia essa flor tão linda e esse licor deve ser uma delicia.
    Bom fim de semana.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Olá Helena, gostei muito desta sugestão. Normalmente compro o concentrado de flor de Sabugueiro do IKEA, mas este deve ser bem melhor! Aqui na região centro, não se encontra esta flor de Sabugueiro.
    Gostaria de a felicitar pelo excelente trabalho que faz no blog. Venho aqui muitas vezes, apesar de não deixar comentários. Beijinho

    ResponderEliminar
  5. O xarope tem os mesmos efeitos medicinais do chá das flores de sabugueiro?

    ResponderEliminar