sexta-feira, 5 de abril de 2013

Folar de Valpaços

Há uma primeira vez para tudo:
O primeiro passo, a primeira palavra, o primeiro olhar, 
O primeiro amor, o primeiro beijo, o primeiro filho... e o primeiro folar!



Resolvi aventurar-me no mundo fascinante dos folares! Os que mais me atraem são os salgados, com uma massa gorda e recheados com um bom fumeiro. 
Na escolha da receita recorri ao meu velho e amigo livro de "Cozinha Tradicional Portuguesa" de Maria de Lurdes Modesto, companheiro de longa data. 
Viajei até Trás-os Montes e Alto Douro, terras por excelência de bolas salgadas e folares magníficos.
Escolhi um de Valpaços, por me parecer que o resultado seria o que eu procurava, um folar bem rico.
Li e reli a receita e pensei se a poderia adaptar à modernidade, ou seja à máquina de fazer pão.
A versão original usa um tabuleiro para cozer o folar, dividindo a massa em 3 partes. Eu fiz apenas metade da quantidade por isso optei por usar um tacho de barro, por falta de forma mais adequada, e fazer mais uma camada (lambona).



(Adaptado do livro Cozinha Tradicional Portuguesa)

Ingredientes:

500 g de farinha  de trigo T65;
6 ovos + 1 gema;
175g de gorduras ( 75g de manteiga, 50 g de banha, 50 g de azeite);
50 ml de água tépida;
5 g de sal;
4,2 g de fermento de padeiro seco (1 saqueta).
1/2 salpição;
1 chouriço de carne;
150 g de presunto;
 1/2 frango assado desfiado (não usei);
salsa picada.



Execução:

Máquina de fazer pão (MFP)

Colocar os ovos inteiros (com a casca) dentro de uma tigela com água morna, durante 5 minutos.
Derreter as gorduras, sem deixar ferver, apenas o suficiente para que se tornem liquidas.
Peneirar a farinha e misturar com o sal.
Na cuba da MFP colocar os ovos ligeiramente batidos, a água e as gorduras.
Seguidamente juntar a farinha e por último adicionar o fermento.


Selecionar o programa "Massa" (que amassa e leveda).


Terminado o ciclo (de  1.50 horas), verter a massa sobre uma superfície enfarinhada.


Dividi-la em 4 porções e formar com cada uma delas discos com o mesmo diâmetro da forma.


Untar a forma com banha ou azeite.
Dispor em camadas a massa e o fumeiro alternados, sendo a última camada de massa.
Salpicar com a salsa picada.


Deixar levedar novamente cerca de 30 minutos.
Pincelar com a gema desfeita num golo de leite.
Levar ao forno, pré-aquecido a 200º, durante 40 a 45 minutos (se necessário tapar com papel vegetal para não torrar demasiado.
Testar com uma faca, para ver se está cozido.


Tradicional

Colocar os ovos inteiros (com a casca) dentro de uma tigela com água morna, durante 5 minutos.
Derreter as gorduras, sem deixar ferver, apenas o suficiente para que se tornem liquidas.
Peneirar a farinha para dentro de um alguidar e misturar com o sal. Abrir uma cova ao centro.
Desfazer o fermento com a água morna, deitar na cova da farinha  e envolver um pouco de farinha, puxando das laterais, mas mantendo a cova ao centro.
Alguns minutos depois abrir os ovos (um de cada vez) para dentro da cova e  envolver na farinha, trabalhando-a a partir do centro, com um garfo ou colher. 
Seguidamente juntar as gorduras e continuar a trabalhar a massa até que toda a farinha seja absorvida.
Bater bem a massa com as duas mãos até que esta se desprenda do alguidar.
Polvilhar com um pouco de farinha e deixar levedar 2 horas dentro do alguidar, envolto numa manta, num local aquecido (recomendo o interior do forno pré-aquecido de forma a ficar morno). Está levedada quando atingir o dobro do volume e o seu interior estiver com um aspeto rendado.
Verter sobre uma superfície enfarinhada e dividir em 3 (ou 4) porções.
Untar com banha (ou azeite) um tabuleiro (ou forma ). Forrar com uma camada de massa. Dispor as carnes e salsa picada. Cobrir com outra porção de massa e repetir o processo, sendo a ultima camada de massa.
Deixar levedar novamente em local aquecido, até se notar a formação de bolhinhas à superfície (30 minutos a 1 hora).
Pincelar com a gema de ovo desfeita num golo de leite.
Levar ao forno, pré-aquecido a 200º, durante 40 a 45 minutos.
Testar com uma faca, para ver se está cozido.


Bem sei que a Páscoa já acabou, mas para comer algo assim não precisa de ser Páscoa... e além disso... "Páscoa é quando o homem quiser", ahahah!


O presunto que tinha em casa estava fatiado, da próxima vez vou usar cortado em tirinhas.


Agora tenho que fugir da cozinha porque caso contrário não consigo para de comer esta maravilha!


São servidos?

49 comentários:

  1. Que delícia de folar Lenita :D Ficou cá com um aspecto! Ficou mesmo fantástico ;)

    Beijinhos e tem um bom fim-de-semana! :D

    ResponderEliminar
  2. Sou servido sim e que bom aspeto :)

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Ai meu rico folar! Tenho a sorte de o conhecer desde pequena uma vez que os meus pais são transmontanos. E, por mais que tente, não consigo gostar dos folares que se compram em supermercados lisboetas.
    Adoro os folares da minha avó feitos em forno de lenha e esse também tem um óptimo aspecto.

    ResponderEliminar
  4. Lenita querida, acho tão lindos esse folares que vejo pelos blogs, esse seu com essas camadinhas recheadas, ficou da pontinha da orelha, me deixou salivando. Gostei demais da receita, excelente sugestão para o lanche de final de semana. Lindo. Beijocas, ótimo final de semana

    ResponderEliminar
  5. Também me estreei este ano nos folares...
    Fiz um doce mas também prefeito os salgados.
    Este vou guarda-lo pois parecem excelente.
    Bjs
    http://come-bebe-sorri-e-ama.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Está um espetáculo Lenita :)
    eu também não conseguiria parar de comer essa maravilha, adoro folares de carne. tenho uma grande amiga de Trás dos montes que me dá uns folares com carne que são uma verdadeira tentação.
    estás, tal como eu, rendida à MFP :) mas ainda não fiz folares.
    bjns e bom fim de semana
    Isabel

    ResponderEliminar
  7. E que belo aspeto que ficou.
    Salta mesmo aos olhos.
    Sou, sou.
    Se pudesse mandar essa fatia, ia mesmo bem.
    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  8. Muy rica y apetecible.Gracias y buen fin de semana.Besos

    ResponderEliminar
  9. Olá Lenita: está lindíssimo!!!! Aliás,és uma verdadeira especialista em massas levedas. Ficam sempre perfeitas e este folar não é exceção. Está um regalo para a vista ( e ,de certeza,para o paladar também).
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
  10. wuau wuau mas que maravilha ele esta um sonho mt bonito e mt bem rechiado bem levo essa fatia para o meu almoço heh bjs bfs

    ResponderEliminar
  11. Sou servida sim! Tem um aspecto excelente, como sempre ;)
    beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Gostei imenso do aspecto, uma vez por outra sabe tão bem!

    ResponderEliminar
  13. Sou servida sim :) adoro este tipo de folares pois tenho uma costela transmontana :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Olá...
    Que aspecto divinal ;).... Este fica para mim :).... Adorei a tua sugestão :D.... Beijocas...

    http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Lenita, além de lindíssimo, está tudo muito bem explicado. Nunca fiz um folar destes e fiquei tentada.

    Beijinhos!

    http://eassimsaoosdias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  16. Querida Lenita,
    preciso mergulhar numa aventura dessas, que lindo!
    Arrasou ficou perfeito!

    Beijos, bom fds!

    ResponderEliminar
  17. Ficou lindo, é o que tenho a dizer. Acho que fizeste uma escolha perfeita e fico sempre de olhos em bico com as tuas experiências de pão e afins. Lindo lindo. Compreendo que não consigas parar de o comer :)

    ResponderEliminar
  18. Tá lindo amiga! Está mesmo saltando os olhos! Beijocas e um ótimo final de semana.

    ResponderEliminar
  19. Querida Lenita,

    O seu folar ficou tão minhoto, até a louça é uma caracteristica.
    Gostei bastante da sua receita.
    Beijinhos,

    http://Thatcakesweet.blogspot.com

    ResponderEliminar
  20. Bom dia Lenita...

    Que maravilha de folar... minha nossa... eu adoro estas comidinhas pascais eheheheh!!!! Uma verdadeira tentaçao sobre a mesa sem duvida alguma!!!

    Beijocas

    Margarida

    ResponderEliminar
  21. Sim, sou servida. Acreditas que também terá que haver uma vez para mim. Só faço folares doces e o marido transmontano (quem o mandou casar com uma açoriana?) espera sempre que uma conterrânea dele os faça pela Páscoa para ter direito a saborear um pouco da sua tradição brigantina.
    Este teu está mais do que perfeito. Achei uma ideia muito bem conseguida fazer-se nestes tachos de barro vidrado. Também tenho um, mas só o uso para assados no forno.
    Vou guardar a tua receita e penso que a execução não será apenas na Páscoa do ano que vem.
    Um grande beijinho.
    Patrícia

    ResponderEliminar
  22. Ficou sublime e bem recheado. Parece saído de umas mãos muito experientes em folares. Parabéns. Ficou fantástico.
    beijinhos e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  23. Que maravilha eu aceito um pedaço
    bom sábado
    beijos

    ResponderEliminar
  24. Lenita, isso sim é uma tentação sobre a mesa! Que folar apetitoso. Parabéns pelo resultado do seu primeiro folar! Bom trabalho! Beijos, Paula

    ResponderEliminar
  25. Que maravilla de pastel Lenita¡¡¡¡¡, ahora mismo te lo copio, un beso y buen finde amiga,

    ResponderEliminar
  26. Ai que tentação! Que aspecto maravilhoso ;) Nunca provei mas fiquei "a babar". beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Olá Lenita
    Adoro esses folares do Norte, o meu sogro era de Chaves e a minha sogra fazia sempre esses folares porcausa dele, eu deliciava-me
    Este teu está com um aspecto bem bonito

    Bjkas
    http://saboresleveslena.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  28. Bemmmmmmmmm...que perdição! Lindo por fora e uma perdição por dentro! Parabéns por mais uma excelente receita!

    ResponderEliminar
  29. Estas receitas tradicionais são um tesouro!
    Parabéns Lenita, tens um dom especial para trabalhar massas, que delicia. :)
    Bom domingo

    Jota
    http://searchncook.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

  30. Buenos días Lenita. Simplemente impresionante me parece todo un manjar, tanto por el relleno tan bueno y espectacular, como por esa masa tan buena que has preparado. La presentación solo con verla ya me ha dejado con la boca abierta. DELICIOSO
    Un beso Paco

    ResponderEliminar
  31. Minha querida Lenita!!
    Sim, sou servida e muito, pois estou para aqui a salivar que nem uma louca...
    Vou levar a receia querida, pois este folar tem de ser feito aqui na minha cozinha e muito rapidamente!!!!
    Obrigada pela receita fantástica que publicas amiga.
    Beijinhos grandes,
    Lia.

    ResponderEliminar
  32. Hummmm Lenita minha linda.. que perdição..
    Você como sempre arrasa na apresentação amiga..
    Eu fico aqui admirando essas delícias e desejando pelo meno s uma fatia..
    Olha... essa receitinha está irresistível..
    Adorei.
    Eu quero!!
    Um beijo mais que carinhosos e uma noite linda.. linda.. viu?

    ResponderEliminar
  33. Olá :)

    Recorreste ao livro de uma cozinheira exímia e escolheste uma receita soberba ! :)
    Ficou lindo e super delicioso o teu folar, com fumeiros de qualidade que me tirariam do sério !
    Até nisso de facto a MFP é uma grande aliada, não estás melhor da tua chata tendinite ? :(
    Adorei, como sempre presenteias-nos com belas iguarias e um enorme talento. Parabéns ! :)

    Beijos



    ResponderEliminar
  34. Oh Lenita,
    Eu calro que sou servida, não me faço de rogada :)
    Além disso, o teu folar feito no tacho de barro, deve ter ficado com um sabor divinal, kiss

    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/04/projeto-escolha-do-ingrediente.html

    ResponderEliminar
  35. Lenita querida, que maravilha de folar.
    Mais uma vez parabéns pelas receitinhas tão deliciosas.

    Amiga, passei p/ te desejar uma semana de sucesso e muito abençoada.
    Bjssssssssssss

    ResponderEliminar
  36. Lindo o seu Folar, me lembrou os que minha avó fazia, saudades. Tenho uma tia que faz, fica muito bom, mas não como o de minha avó.
    Gostei muito de como você explica. Dá água na boca.
    Beijos, mesmo não de conhecendo.
    Fátima - São Paulo Brasil.

    ResponderEliminar
  37. Pronto... olha foi a primeira vez que tive vontade de fazer um folar!! Eu que torço sempreee o nariz... estou a salivar!!

    ResponderEliminar
  38. Parabéns pelo artigo.
    Quer saber mais sobre Valpaços, o Folar e restantes iguarias, visite
    http://noticiasdevalpacos.blogspot.pt

    Obrigado!

    ResponderEliminar
  39. Adoro este folar. O da minha terra é igual. É simplesmente delicioso. Ficou excelente Lenita. Parabéns!

    Beijinhos;

    Aurea Sá

    ResponderEliminar
  40. Tenho a massa ja a levedar e nao vejo a hora de provar esta delicia :)
    Obrigada pela partilha :)

    ResponderEliminar
  41. tem muito bom aspecto - costumo fazer em tabuleiro rectangular

    ResponderEliminar
  42. Vivi em Valpaços até aos 7 anos (quando rumei para o Minho) e uma das mais saborosas memórias que tenho é este folar! ADORO!! Mas nunca encontrei uma receita que me saísse bem... Vou experimentar esta. Só não tenho MFP...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Coloquei neste post duas possibilidades de execução, na MDF e a tradicional, à mão.
      A receita original está no livro "Cozinha Tradicional Portuguesa", eu adaptei à máquina pois tenho dificuldade em amassar por causa dos meus tendões.
      Bjs

      Eliminar
    2. Obrigado pela partilha. Como adorei o aspeto resolvi experimentar. Adaptei ás carnes que tinha em casa(chouriço de perú, paio do lombo e presumto), aproveitando o forno de lenha aquecido para assar uma carnes o resultado foi simplenmente excelente. Todos adoraram.... mais uma vez obrigado.

      Eliminar
  43. Fiz e adorei. Maravilhoso :) Boa Páscoa !

    ResponderEliminar
  44. Parece maravilhoso vou fazer apenas gostaria de saber sobre os termos salpicão.
    Gratidão por dividir a receita conosco...

    ResponderEliminar
  45. Que maravilha de receita e ainda por cima adaptada à MFP. tenho que experimetar. Boa Páscoa.

    Bjs

    ResponderEliminar