sábado, 2 de agosto de 2014

Tarte de Mirtilos Frescos com Base de Chocolate

Olhar profundo e negro, negro brilhante, negro salpicado de estrelas.
Perco-me nesses teus olhos de azeviche! Deixo que eles sejam os meus porque ao teu lado, posso atravessar a noite escura de olhos fechados!


Passo muito do meu tempo de lazer a passear pelos blogues de culinária do mundo.
Por vezes uma receita nasce de forma híbrida, uma ideia daqui, outra de acolá, junto-lhe mais uma pitada minha, dou-lhe uma reviravolta e já esta! Não foi o caso desta, o recheio fiz quase igual à tarte que vi no site  Senior Living, por isso, não podia deixar de lhe fazer referencia, dando os merecidos créditos.
Já a base é da minha autoria, se assim o posso dizer, cobri-a com chocolate negro. Provavelmente já alguém o fez antes, mas se assim foi eu não vi, eheheh!
Usei o fondue de chocolate negro a 70% da Casa Grande e os mirtilos são da Bioprodutores.


Tarte de Mirtilos Frescos com base de Chocolate

Ingredientes:

Base

200 g de bolacha Maria;
100 g + 80 g de chocolate negro;
40 ml de leite;
2 colheres de sopa de manteiga.


Recheio

4 chávenas de mirtilos;
1/4 de chávena de água;
1/2 chávena de açúcar;
2 colheres de sopa de amido de milho;
4 colheres de sopa de água.



Execução:

Base

Triturar a bolacha.
Misturar as 100 g de chocolate derretido, o leite e a manteiga, até que a massa que se agregue.
Espalhar sobre a forma da tarte uniformemente.
Levar ao forno, a 180º C, durante 15 minutos.
Deixar arrefecer totalmente.
Derreter o chocolate e pincelar toda a base da tarte. Repetir a operação de forma a criar uma cobertura espessa. 


Recheio

Levar ao lume 1 chávena de mirtilos com 1/4 de chávena de água e o açúcar, até ficarem bem macios.
Reduzir a puré.
Desfazer o amido de milho com 4 colheres de sopa de água fria, juntar ao doce e levar novamente ao lume, mexendo sem parar, até que fique bem cremoso.
Verter o doce quente sobre os restantes mirtilos.
Deixar arrefecer e rechear a base da tarte.



Os mirtilos que usei além de grandes eram muito doces, por isso não foi necessário juntar muito açúcar ao doce, mas se não forem docinhos terão que aumentar a quantidade de açúcar.
Pode-se fazer esta receita usando amoras, morangos ou até mesmo framboesas.  Neste último caso, será melhor fazer um doce menos espesso e colocar as framboesas frescas sobre a base da tarte, só depois regar com o doce, para evitar que se desmanchem todas, pois são um fruto muito delicado.


Querem provar?

5 comentários:

  1. Ficou linda :)
    beijinhos
    http://nacozinhadasara.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Hum... uma verdadeira tentação! Adorei!
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Ena Lenita, adorei esta sugestão! Estava capaz de me por a inventar uma coisa semelhante (também gosto de me perder em blogs, livros, programas de tv e depois inventar!), mas não tenho nem uma tarteira :( Talvez vá comprar uma haha!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. que linda!
    Beijinhos,
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar