terça-feira, 20 de novembro de 2012

Tarte de Dióspiro

Falar dele é-me difícil, parece que as palavras não são suficientes, não abarcam tudo o que gostaria de dizer. Ele é único e especial, doce, suave, gentil, muito delicado e ao mesmo tempo robusto, forte, cheio de caráter e personalidade.
Não o consigo comparar a nada, nada se lhe iguala. Por isso procuro-o incessantemente, quero tanto revê-lo, olha-lo, contempla-lo, admira-lo... primeiro de longe e depois chegar perto, pertinho.  Acariciar a sua pele lisa e acetinada, sentir o seu aroma suave, mergulhar na cor quente e inebriante do seu olhar! 
Querer-lo assim tanto, deseja-lo com tanta intensidade e uma loucura, insanidade e no entanto, para o ter, ainda que por breves momentos, esqueço tudo, deixo-me arrastar e tiro os pés do chão...
Quero sentir o seu sabor  derramado na minha boca e nunca ficar saciada, saber sempre tão breve o seu fulgor.
Dio, Dio... vem cá, vem. Dio, que lindo és! Vem cá, aproxima-te, chega pertinho, assim, assim, tão bom... quero mais... mais DIÓSPIRO!


Acho que é o meu fruto preferido, o dióspiro, para os brasileiros é o Caqui!
Não um dióspiro qualquer, tem que ser autentico, nada de misturas com maça... esses não me satisfazem, são desenxabidos,  uma imitação, desses não.
Agora estes, estes aqui...


São pedacinhos de pôr de sol de outono, tão lindos, bons e... efémeros! Os dióspiros acabam num instante, por isso mesmo são os mais desejados.


Tinha que os trazer até aqui, mas eu gosto deles maduros às colheradas!
O que fazer' ? Um bolo? 
É muito bom, mas nenhuma novidade!
Um gelado...ai ! Que delicia, mas está tanto frio!
Então, a tarte da Isabel  do Blog do  Chocolate, que me deixou em estado de choque quando a vi!


Vou comer mais este para me inspirar... ainda sobram alguns, ihihih!


Obrigada ao Sr. João que me ofereceu estes maravilhosos frutos, podia come-los a toda a hora... será que enjoava?


Ingredientes:
Massa e Bolachas 
2 chávenas de farinha de trigo para bolos;
1/2 chávena de açúcar;
125 g de manteiga;
1 ovo;

Topping das bolachas
canela;
chocolate em pó;
açafrão;
erva doce em pó;
corante verde e vermelho;
leite.

Recheio
500 g de polpa de dióspiro (bem maduros);
2 pacotes de natas (400 ml);
7 ovos (pequenos);
2 colheres de sopa de amido de milho (maizena);
5 colheres de sopa de açúcar.


Execução:

Massa e Bolachas
Misturar a farinha com o açúcar no robot.
Cortar a manteiga em pedacinhos pequenos adicionar e pulsar várias vezes, até ficar tipo  areia grosso.
Bater ligeiramente o ovo. Juntar e deixar amassar até formar uma bolo.
Levar ao frigorífico durante 30 minutos.
Estender com o rola e forrar uma forma para tarte de fundo amovível.
Estender a restante massa e cortar bolachas em forma de folhas.
Com a ponta de uma faca desenhar as nervuras das folhas.


Colocar um golo de leite dentro que 4 chávenas de café.
Numa desfazer uma colher de sobremesa de chocolate e canela.
Noutra desfazer 1 colher de chá de açafrão:
Na 3.ª misturar erva doce em pó e umas gotas de corante verde.
Na última diluir corante vermelho.
Pintar as folhas. 
Se sobrar massa pode fazer algumas flores para decorar o centro da tarte.
Colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e levar ao forno, a 180º, cerca de 15 minutos.
Arrefecer sobre uma grade.


Recheio:
Bater os ovos inteiros.
Desfazer o amido de milho num pouco de nata.
Misturar os ovos,as  natas , o amido de milho e o açúcar.
Levar ao lume, mexendo sempre até começar a espessar (ou em banho maria se preferir). Não deixar ferver.
Retirar e arrefecer.
Triturar a polpa de dióspioro, misturar no creme frio.
Encher a forma com este preparado e levar ao forno, pré-aquecido a 180º, durante cerca de 40 minutos.
Depois de fria desenformar e decorar com as folhinhas de  bolacha.


Bem bom, mas continuo a preferir o dióspiro ao natural!


Vai uma fatia?


Outono, lindo outono, pintado de laranja dióspiro. 
Pena que destes não encontro à venda :((

28 comentários:

  1. Lenita, por incrível que pareça eu também gosto muito dessa fruta, lembro que meu pai sempre comprava quando ele estava indo me buscar na escola.


    Bjuuu!!!

    ResponderEliminar
  2. Hummmm...que tarte maravilhosa a decoração ficou fantàstica amiga, adorei!

    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Bom dia Lenita,
    Ainda não tive o prazer de saborear a Tarte de Dióspiro, "caqui", a tarte ficou belíssima assim como as fotos e a decoração, adoraria saborear uma fatia.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderEliminar
  4. Que tarte gulosa...adorei a receita!
    beijinhos,
    Addicted
    http://cookaddiction.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. A tarte ficou linda!! E de certeza absoluta que também ficou deliciosa, com esse aspecto só pode ;)

    ResponderEliminar
  6. Gostei mesmo muito do aspecto, apesar de ao contrário de tu eu detestar dióspiros!
    E tenho imensos vindos dos meus Avós, mas é um fruto que não gosto mesmo!

    ResponderEliminar
  7. Lenita, adoro dióspiros. Passei anos da minha vida a achar que os detestava até que um dia, por sugestão de uma amiga, provei a polpa polvilhada com canela. E pronto, todo um novo mundo se abriu para mim e passei a adorar diópiros: bem madurinhos e de polpa mole, para comer em casa ou fazer bolos, ou então dos maçã, que tu não aprecias mas que ficam óptimos em saladas e são muito práticos para trazer para comer ao almoço no trabalho (onde não me posso lambuzar com um dos molinhos). Cá no Porto consigo encontrar à venda nas mercearias da baixa e no Bolhão, normalmente os supermercados só vendem os maçã...
    Gostei desta tarte e tenho lá 4 dióspiro à espera de destino, quem sabe se no fim de semana não me aventuro com uma receita semelhante :)

    ResponderEliminar
  8. Olá Lenita,
    essa estação é muito inspiradora, amo o outono.
    Suas receitas e fotos são maravilhosas, seu blog
    é especial!

    Beijinhos ♥

    ResponderEliminar
  9. Ahhh cá está ela a tarte que já tinha ouvido falar... :)) realmente tem um ar de vaidosa, mas beleza não lhe falta com tanta cor e enfeites... ;)
    Quanto ao sabor deixa-me adivinhar...humm deve ser uma verdadeira delícia. Também sou muito gulosa por dióspiros e desses por aqui também há no quintal do Sr. João :D
    O desejo de um ótimo dia e uma beijoca.

    ResponderEliminar
  10. Lenita,

    Como sempre fotos maravilhosas numa receita invulgar e visualmente muito Bela ! O pormenor das folhas deu-lhe especial encanto ! :)

    Aplausos uma vez mais, amiga, a tua tarte ficou fabulosa e, tal como tu, também eu adoro dióspiros embora não consiga comê-los aos quilos, sacio-me rapidamente, e gosto mesmo é dos de comer à colher quando já estão a abrir... hummm... essa é uma imagem tão deliciosa na mente ! :-)

    Muito obrigada pelo carinho de teres referido a minha receita, a tua está magnifica !

    Beijinhos

    Isabel

    ResponderEliminar
  11. qué tarta tan deliciosa!! decoración fantastica!!

    besos

    ResponderEliminar
  12. Não sou grande apreciadora do dióspiro, sou sincera.. mas, esta tarte ficou com um ar deliciosamente atraente e fantástica!!
    Prefiro a variadade que se come á dentada, do que os outros que se comem à colher!!
    Bjocas

    ResponderEliminar
  13. Lenita adorei saber que o dióspiro é o caqui quando via nos blogs ficava curiosa para saber o que era
    Deve ser ficado deliciosa essa tarte
    beijos

    ResponderEliminar
  14. Lenita, as tuas fotos de hoje estão sublimes :)
    Um encanto e um regalo para os olhos! Conseguiste tão bem enaltecer este fruto, que quase só espreita o nosso Outono por breves instantes. Eu confesso que prefiro em bolos e doces, mas cá em casa devoram como tu, são uma paixão estes bem maduros. Não me deixaram nenhum para fazer um bolo que tinha em mente. Quanto à tua tarte, divinal. Apetece :)
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  15. Me encantan los caquis así que cuando he visto esta tarta he quedado maravillada y esas ricas y vistosas galletas, una decoración preciosa.
    Besos.

    ResponderEliminar
  16. Isto não se faz Lenita, sabes porquê? Eu adoro este fruto e este ano não posso comer, onde estou não há =( Esta tarte está sublime, tão linda com as bolachinhas coloridas! Nem tenho palavras! As fotos estão uma doçura, mesmo a combinar com a estação=) beijinhos

    ResponderEliminar
  17. Amiga Lenita.
    Embora goste muito de caqui,ainda não comi torta feita com eles.Não sei te dizer se vou gostar tanto da torta como da fruta, tenho que experimentar. Esta tua torta ficou um encanto com as folhas, dá vontade de ir tirando-as todas e comendo. Adorei. Beijinhos da Gina

    ResponderEliminar
  18. Olá Lenita: nota-se que te divertiste imenso na confeção desta tarte . Para além de deliciosa,ficou muito bonita,com as bolachinhas /folhas.
    Bj
    Márcia

    ResponderEliminar
  19. Riquisima¡¡¡¡ SE VE ESTUPENDA Y TIENE QUE ESTAR DELICIOSA¡¡¡ BESOS

    ResponderEliminar
  20. Ficou linda e tem um interior tão bom que apetece dar uma dentadinha.
    bjs

    ResponderEliminar
  21. Oh Lenita, que texto tão envolvente, tão fabuloso!! Adorei ler cada palavra e no final não pude deixar de me rir, eheheh, eu acho que não dá para enjoar!!
    Também os adoro, eu e o meu marido somos devoradores de dióspiros! Os meus pais dão-me sempre muitos e é uma alegria!
    A tua tarte ficou maravilhosa e as bolachinhas lindas!! Aliás, as tuas fotos outonais têm sido todas um encanto!
    Gostei muito!!
    Beijinho grande:)

    ResponderEliminar
  22. Oi querida amiga desculpe minha ausência, vou tentar te visitar com mais frequência, meu Deus que maravilhosa visão e que trabalho lindo. Vc tem mãozinhas de ouro como ja lhe disse uma vez, ficou linda sua tarte.Gosto muito de caqui, acho-os docinhos, deliciosos e com uma cor linda. Beijinhos

    ResponderEliminar
  23. Lenita querida, as tuas fotos deixam qualquer um sem palavras! Estão fantásticas!
    A tarte, as bolachinhas... Esta tudo fantástico!
    Um grande beijinho

    ResponderEliminar
  24. Excelente escolha, a tarte ficou deliciosa.
    As bolachas/folha ficaram um mimo, as cores outonais, perfeito!
    Lenita sempre a surpreender. :)
    Beijinhos

    Jota
    http://searchncook.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  25. a memória que eu tinha de caquis (dióspiros) era de que eu não gostava.
    vi esse post um dia desses e, por coincidência, vi uns caquis bonitos no supermercado e resolvi comprar uns para ver se meu gosto tinha mudado.
    eu gostei bastante e fiquei pensando por que eu não gostava de caqui quando era criança?

    ResponderEliminar
  26. Que linda!
    Deliciosa de certeza!
    Perfeita e as fotos lindas como sempre.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar